sábado, 25 de abril de 2015

Regressão de Memória e as Crenças Adquiridas



A infância e o período intra-uterino (gestação da criança na barriga da mãe)


Através da regressão de memória (consciente) a pessoa tem a oportunidade de entrar em contato direto com situações do passado que não ficaram bem resolvidas e solucionadas, e que de alguma forma inconsciente estão afetando de forma negativa o momento atual da sua vida. Essas situações podem estar ligadas a momentos da vida atual (na infância principalmente, mas também na adolescência), no período de gestação (intra-uterino) e no nascimento.


Sabe-se, cientificamente, através de pesquisas, que determinados eventos que ocorrem durante a gravidez e no nascimento de uma criança poderão afetar aquele bebê, de uma forma negativa, durante toda sua vida adulta. Isso acontece porque até uma determinada idade (por volta dos sete/nove anos) a criança ainda não tem a personalidade e mente consciente (racional) totalmente formadas. Isso significa que várias crenças, medos e programações negativas e limitantes dos pais e de outras pessoas que estão em volta dessa criança vão se fixando em sua mente inconsciente/subconsciente que é emocional e não tem a capacidade de discernir sobre todas as informações que entram. Assim sendo, a criança passará a aceitar, como suas, as crenças, programações, medos, traumas e outras situações negativas que na verdade vieram dos seus pais e outras pessoas em sua volta.


Muitas dessas crenças e programações negativas também estão atuando de forma total ou parcial nos pais. (Sempre de forma inconsciente). Se os pais e adultos tivessem consciência do quanto são prejudiciais determinadas crenças e programações que carregam em si, jamais quereriam repassá-las aos seus filhos e crianças…Dessa forma, as “programações e crenças nocivas, negativas, limitantes e doentes” dos pais e da sociedade vão sendo repassadas de geração em geração.


Isso pode afetar seriamente (de forma às vezes totalmente inconsciente) a vida inteira de uma pessoa, se apresentando como problemas e dificuldades de relacionamento, dificuldades financeiras e profissionais, depressão, fobias, síndromes do pânico sem qualquer explicação, doenças das mais diversas possíveis, culpas e medos infundados, falta de sucesso, realização e felicidade na vida, falta de autonomia para tomar decisões, etc. Pode parecer um exagero, e é claro que nem sempre isso chega a esse ponto. Porém, a criança sente e grava na sua mente, inclusive, brigas e dificuldades de relacionamento entre os pais no período da gestação. (E, como a mente subconsciente/inconsciente é como se fosse um disco de computador (e é a parte da nossa mente que não tem raciocínio lógico), ela simplesmente vai gravando, indiscriminadamente, tudo o que ocorre, tudo o acontece e tudo o que falam para aquela criança ou perto dela. A pequena criança não tem a menor consciência e discernimento disso, porém quando cresce, essas programações ruins podem se manifestar como uma série de coisas ruins e dificuldades em sua vida. Sabemos também que até a forma como a criança nasce e vem ao mundo é um fator determinante para toda sua vida. Se o parto é fácil ou difícil, se é natural ou cesariana. Tudo o que os médicos falam perto da criança e até se a mãe tomou anestesia e ficou muito sedada; tudo isso será determinante na forma como este ser humano está vindo ao mundo e irá encarar a sua vida. 


Quando alguém faz um trabalho mais profundo de autoconhecimento, é porque não está mais querendo suportar a sua vida ruim ou dificultosa como está. Resolve se aprofundar mais dentro de si mesmo para encontrar as respostas, a cura e as soluções para ter uma vida melhor.

Rafael Tabach